Capas ao Redor do Mundo: A Menina que Roubava Livros

Oii, gente, tudo bom?

Hoje é dia de mais um Capas ao Redor do Mundo, mas dessa vez é especial porque é de um livro que eu gostei muitoA Menina que Roubava Livros (clique aqui para ler a resenha). Esse livro é bem famoso pelo mundo inteiro, então encontrei muuuitas capas, mas eram tantas feias, que acabei desanimando e parei por aqui mesmo haha. Espero que vocês gostem!

Não deixem também de ver meu vídeo infinito falando sobre o livro e sobre o filme!

a menina 1

1- Pela primeira vez a nossa capa ficou em primeiríssimo lugar! Eu acho essa capa tão bonita que não consegui ter olhos para nenhum outra haha Na foto ela nem está tão bonita, mas pessoalmente… Ela é perfeita!
2- Essa é uma das capas do Reino Unido, ela é muito bonita e acho que tem tudo a ver com o livro. Retrata bem a morte como narradora e a Liesel (com um livro na mão!) como personagem principal.
3- Mais uma do Reino Unido. Essa capa, apesar de ser linda, é meio sinistra, né? Ela tá brincando com a morte! O que, mais uma vez, tem tudo a ver com a história, mas não me impede de ficar com arrepios haha
4- Essa capa e americana. Quem leu o livro vai entender o porquê dos dominós. Mais uma vez, representa bem a história, mas é outra capa que me dá medo, e nem é tãaao bonit assim.

a menina 2

5- Essa capa, em especial, é da Inglaterra, mas vários outros países copiaram a ideia, inclusive o Brasil. Eu acho essa capa maravilhosa, é uma das minhas capas favoritas de filmes.
6- A capa do Vietnã é outra que me dá medo. Por que eles continuam colocando a morte desse jeito? Mas tenho que admitir que o desenho ficou bem bonito. E, bom, continua tendo tudo a ver com a história.
7- Ainda não entendi muito bem qual foi a da capa da Eslovênia, não me lembrou nenhuma parte específica do livro, imagino que seja apenas a Liesel. Mas ainda achei bem bonita e diferente.
8- Essa capa Turca é tão solitária. Não sei se eles quiserem lembrar alguma cena em especial, mas me lembrou o livro num quadro geral, sabe? E me fez ficar com pena

a menina 3

9- O mais engraçado nessa capa Russa é o nome! Olha isso, tem até números! hahaha Essa capa até tem um conceito legal, parece que a morte tá “brincando” com a Liesel, mas eu achei macabra demais para a história.
10- A capa da Austrália até tava bonitinha, antes de espirrarem aquelas gotas de sangue ou sei lá o que é aquilo! Também não gostei do jeito que colocaram o nome do livro e do autor, achei meio feinho.
11- O Reino Unido fez uma montagem meio diferente e tal, que tem bastante a ver com o livro, só não ficou tão legal assim…
12- WTF Japão. A capa até é legal, só ainda não entendi o sentido.

a menina 4

13- A da Noruega é… diferente. Parece um menino lendo e esse arame aí me deixou meio confusa, mas ok.
14- Até a menina do filme, que é linda, ficou feia nessa capa! O Reino Unido escolheu a pior foto da coitada!
15- “Ladrona”, parece eu quando era pequena! hahahaha A capa da Espanha ficou mais ou menos… Parece mais uma história infantil, não parece?
16- E por fim, a Itália confundiu a Liesel com a chapeuzinho vermelho! =( Só espero que aquele seja o cesto com as roupas passadas ao menos!

Espero que vocês tenham gostado do post! Qual foi a capa favorita de vocês?

Resenha: A Menina que Roubava Livros — Markus Zusak

A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler.

Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade.

Título Brasileiro: A Menina Que Roubava Livros
Título Original: 
The Book Thief
Autor(a):
Markus Zusak
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 480
Ano: 2007
Skoob
Nota:
5 estrelas

Eu tenho a primeira edição de A Menina que Roubava Livros. Ela foi lançada em 2007, mas eu imagino que eu tenha comprado lá por 2009. Desde então o livro ficou ali largado na minha estante, juntando poeira, porque eu tinha ouvido muitos comentários de que o livro era cansativo. Porém, com a estréia da adaptação dia 31 de janeiro, decidi que já era mais do que hora de ler, e me deparei com uma das melhores leituras da minha vida.

2014-02-13 02.29.40

Liesel é apenas uma garotinha de 10 anos quando o governo nazista decide que ela e seu irmão devem ir morar com uma outra família, os Hubermann. No caminho, seu irmão mais novo acaba morrendo, dentro do trem, e ela e a mãe precisam parar em uma cidade qualquer para enterra-lo. É nesse enterro que Liesel encontra seu primeiro livro “O Manual do Coveiro”, que escorregou do bolso do coveiro que realizou a cerimonia. Ao chegar na nova escola, a garota precisa ser colocada em uma série de crianças mais novas porque ela não sabe nem ao menos ler. Por isso, durante todas as noites, quando Liesel acorda de seus pesadelos com a morte do irmão, seu pai, Hans, senta-se ao lado de sua cama e a acompanha em uma leitura de “O Manual do Coveiro”.

Esse livro conta, simplesmente, uma das mais lindas histórias que eu já vi. O cenário é a Alemanhã nazista, em plena Segunda Guerra Mundial, porém, ao invés de retratar essa realidade pelos olhos dos judeus ou dos países que estavam perdendo a guerra, Markus teve a brilhante ideia de mostrar a vida de uma simples família alemã. Os Hubermann não eram nazista e nem mesmo tinham dinheiro de sobra, pelo contrário, a situação financeira deles (como a da Alemanhã inteira) foi piorando aos poucos. Porém, como uma típica família Alemã, eles viviam o dia a dia da guerra e lidavam com tudo aquilo da melhor maneira possível.

2014-02-13 02.30.51

No começo do livro, nós vemos apenas pequenos traços do nazismo. E, aos poucos, ele vai virando cada vez um elemento mais importante na história. Mas não se engane, o livro não é só sobre isso. Acho que dá, até mesmo, para considerar isso um pano de fundo. O que Zusak retratou foi o cotidiano de Liesel, uma garotinha que teve que aprender a ler para não sofrer mais bullying na escola e que logo vira melhor amiga de Rudy, seu vizinho apaixonado por ela. Os dois se metem em incontáveis confusões, principalmente roubando comida para Rudy e livros para Liesel.

Além da história maravilhosa, a narrativa é outro elemento muito importante. A própria Morte é quem nos conta a história e ela é uma narradora tão incomum quanto o possível. Além de destacar várias partes do texto, ela não se importa em dar spoilers, por isso o livro é todo recheado de leves spoilers que a Morte sorte, mas isso, ao contrário do que eu imaginei a princípio, apenas enriquece a leitura, porque o leitor precisa saber como aquelas coisas irão acontecer.

2014-02-13 02.31.37

Eu gostaria também de falar de todos os relacionamentos do livro. Da Liesel com o Hans e com o Rudy, e até mesmo com a Rosa, sua mãe, mas infelizmente a resenha ficaria muito grande. Quem tem curiosidade para saber mais sobre a história, assista ao vídeo que nele eu falo muito mais sobre esse maravilhoso livro. Aqui eu apenas garanto a vocês que essa foi uma das minhas melhores leituras e que eu acho que todos deveriam ler. Vi vários comentários dizendo que o começo do livro é chato, e eu garanto: ele apenas melhora a cada página!

Presentes de Natal e Leituras de Janeiro

Oii, gente, tudo bom?

Hoje eu postei um novo vídeo em que eu mostro pra vocês os livros que eu ganhei de Natal (to meio atrasada, né? Mas foram só 7!), minhas leituras de janeiro e as minhas próximas leituras.

Espero que vocês gostem do vídeo. E não deixem de se inscrever no canal do blog para receber os vídeos antes!

12 livros para ler em 2014

Oii, gente, tudo bom? Feliz Natal super atrasado! Eu tinha programado um post que não deu muito certo, por isso não consegui desejar feliz natal antes, mas espero que todos tenha se divertido, ganhado muitos livros e todos os presentes que queriam!

Então, faltam pouquinhos dias para o ano acabar e todos já devem estar fazendo planos para o tão esperado 2014, né? Todo ano eu faço uma listinha de metas que pretendo alcançar até dia 31 de dezembro, mas esse ano, bem como ano passado, decidi fazer mais uma listinha: os 12 livros que vou ler em 2014.

Infelizmente, 2013 foi um ano super corrido por causa do vestibular e eu acabei lendo apenas dois dos livros que eu havia separado (você pode ver a lista completa aqui): Delírio Quarto (pelo menos ambos foram ótimas leituras). Por isso, esse ano decidi fazer uma lista um pouquinho mais simples, mas ainda apenas com livros que eu já comprei. Alguns estão aqui mofando há séculos, outros são um pouco mais novos, mas ainda assim estarão na lista. Ainda não sei se vou ler um por mês, mas pretendo de fato ler todos os 12 até dezembro, e vou tentar voltar ao post e atualizar a lista cada vez que ler um deles!

Não deixem de assistir ao vídeo e de comentar quais livros vocês pretendem ler esse ano. Se você tiver feito um vídeo ou post falando sobre isso, pode compartilhar comigo que eu vou adorar ver!

  1. A Batalha do Apocalipse — Eduardo Spohr
  2. A Bússola de Ouro — Philip Pullman
  3. A Casa das Orquídeas — Lucinda Riley
  4. A Menina que Roubava Livros — Markus Zusak
  5. Belle — Lesley Pearse
  6. De Frente com a Verdade — Mônica Castro
  7. Louras Zumbis — Brian James
  8. Minha Vida Fora de Série — Paula Pimenta
  9. O Inverno das Fadas — Carolina Munhoz
  10. Questões do Coração — Emily Giffin
  11. Resposta Certa — David Nicholls
  12. True Love

Filmes que vão estrear em janeiro de 2014!

Oi, gente, tudo bom? Ontem foi Natal!!! Espero que todo mundo tenha tido ótimas férias e se tenha divertido bastante. Sem contar os presentes, né? O que vocês ganharam? Eu, infelizmente, não ganhei livros. Mas espero que vocês tenham ganhado várias leituras ótimas para 2014!

Mas vamos ao post! hahah Eu decidi começar a fazer, além dos lançamentos literários, lançamentos do cinema brasileiro também. Acredito que a maioria das pessoas que curte livros também curte filmes — eu pelo menos adoro filmes e séries! — então acho legal comentar os lançamentos aqui, sem contar que 2014 é um ano que vai ter várias adaptações literárias. Aposto que muitos de vocês, assim como eu, estão ansiosos para assistir a várias delas. Eu estou esperando, particularmente, por A Esperança Parte 1, por Maze Runner e por Academia de Vampiros, mas, infelizmente, ainda vai demorar um tempão para eles chegarem aqui. Enquanto isso o que resta é assistir a esses lançamentos que também parecem incríveis!

A Menina que Roubava Livros — Estréia dia 17 de janeiro

Começando pela adaptação literária de janeiro, é claro, tem A Menina que Roubava Livros. Apesar de ser um livro super famoso, eu ainda não li. Eu o tenho aqui em casa e morro de vontade de ler, mas já vi tanta gente dizendo que é cansativo, que estou sempre adiando a leitura. Mas acho que agora vou ter que ler mesmo, já que o lançamento está aí e eu quero ler o livro antes de assistir ao filme. Para quem não sabe, ele conta a história de uma menina, Liesel, que sobrevive à Segunda Guerra Mundial através dos livros que rouba.

Frozen: Uma Aventura Congelante — Estréia dia 3 de janeiro

Essa é a mais nova animação da Disney, o filme parece uma graça! Acompanhada por um alpinista, a jovem Anna parte numa jornada por perigosas montanhas de gelo na esperança de encontrar a lendária Rainha da Neve e acabar com a terrível maldição de inverno eterno que assola o reino. Além disso, tem uma música muito bonita da Demi Lovato, chamada Let it go, que foi feita para o filme.

Confissões de Adolescente — Estréia dia 10 de janeiro

Acho muito difícil alguém ainda não ter ouvido falar desse filme. É uma adaptação nacional de uma série com o mesmo nome que passava na TV nos anos 90. Conta a história de quatro amigas e as suas confusões.

The Delivery Man — Estréia dia 10 de janeiro

Essa parece uma comédia muito engraçada. É sobre um homem que descobre que, através da doação de esperma, acabou sendo pai de 533 pessoas. Ele já é um homem de meia idade quando algumas dessas crianças decidem conhecer seu pai biológico. Além de ter uma história que parece bem divertida, Vince Vaughn interpreta o personagem principal, eu adoro alguns filmes de comédia que ele fez.

Muita Calma Nessa Hora 2 — Estréia dia 17 de janeiro

Eu não vi o primeiro filme, mas depois de ver a sinopse do segundo, fiquei morrendo de vontade. Três anos após a viagem de Búzios, as quatro amigas se encontram no Rio de Janeiro. Estrella acaba de voltar da Argentina, Aninha está indecisa com a consulta de uma vidente, Tita voltou da Europa em busca de um trabalho como fotógrafa, e Mari está trabalhando na produção de um festival de música. Juntas novamente, elas vão embarcar em novas aventuras. É uma comédia nacional que parece bem divertida!

Trapaça — Estréia dia 24 de janeiro

Esse não é meu tipo de filme favorito, como vocês devem ter percebido, prefiro comédias. Mas Trapaça conta com a participação da linda e maravilhosa Jennifer Lawrence, então é bem provável que eu assista mesmo não sendo meu estilo. Irving Rosenfeld  é um grande trapaceiro, que trabalha junto da sócia e amante Sydney Prosser. Os dois são forçados a colaborar com um agente do FBI, infiltrando o perigoso e sedutor mundo da máfia. Ao mesmo tempo, o trio se envolve na política do país, através do candidato Carmine Polito. Os planos parecem dar certo, até a esposa de Irving, Rosalyn, aparecer e mudar as regras do jogo.

Bom, esses são os lançamentos de janeiro que eu estou empolgada para ver. Lá no site Adoro Cinema vocês podem ver toda a programação do mês — que tem outros vários filmes famosos como Atividade Paranormal — e ainda ver curiosidades e outras coisas.

Quais livros vocês estão mais ansiosos para ver esse mês?

12 livros para ler em 2013

Eu disse no vídeo que não lembrava quem tinha começado essa tag, mas foi a Cláudia, do A Mulher que Ama Livros. Não deixem de conferir o canal dela!

Os 12 livros que escolhi foram:

  1. Quarto – Emma Donoghue
  2. O Apanhador de Sonhos – Stephen King (ignorem que eu falei “O Aparador de Sonhos” no vídeo hahaha)
  3. Memórias Sentimentais de João Miramar – Oswald de Andrade
  4. True Love – Lurlene McDaniel
  5. Questões do Coração – Emily Giffin
  6. A Menina que Roubava Livros – Marcus Zusak
  7. Eu Sou o Mensageiro – Marcus Zusak
  8. O Concorrente – Stephen King
  9. A Batalha do Apocalipse – Eduardo Spohr
  10. Macbeth – William Shakespeare
  11. Romeo and Juliet – William Shakespeare
  12. Delírio – Lauren Oliver